Punta Arenas

Diário de Viagem
Novembro 2017

1ª PARAGEM

Ora hoje foi o dia de rumarmos ao sul mais a sul que já estivemos. Punta Arenas é a cidade mais a sul do nosso mapa e São Petersburgo a mais a norte.
O dia começou bem relaxado, sem despertador (mas com uma ligeira ressaca), com direito a um bom pequeno almoço com pão com chocolate, pão tipo cacete, queijo, leite, iogurte, ovos, manteiga, compota, sumo e café, e uma maravilhosa vista para o Licancabur. Arrumamos as malas com muita calma, sem pressas e fomos fazer contas com a Macarena (baila tu cuerpo alegria Macarena), conhecida na zona por Maca, a dona do ecoresort. Ela deixou-nos ficar até às 13h45, hora do transfer para o aeroporto, em vez de termos de deixar a tenda às supostas 11h da manhã. Ainda almoçamos na cozinha do ecoresort com uma pequena sessão fotográfica das áreas circundantes. Na hora marcada, chegou a carrinha que nos ia levar para o aeroporto. Despedimo-nos da simpática Macarena com um abraço e saímos de Atacama, passando ainda pelo Valle de la Luna à esquerda e o Valle de la Muerte à direita.

Quando chegámos ao aeroporto, uma hora depois, fomos logo para o check in e depois do stress do costume com as dimensões e peso das malas (que nunca sabemos se as vamos ter de despachar para o porão ou não, tendo isso sempre um custo adicional), fomos para a porta de embarque. Aproveitamos para fazer uma limpeza às botas com dodots (salva vidas) que a Sandra inteligentemente trouxe e pouco mais tarde ja estávamos a embarcar no avião. Eu ainda fui à Body Shop pôr creme nas mãos que estavam tão secas que até gretadas por todo estavam por causa do pó. Só tínhamos 1h15 de escala em Santiago e sabíamos que eventualmente poderíamos ter de correr. O avião ainda se atrasou 20 minutos deixando-nos só com 55 minutos para sair do avião (com toda a gente a tirar malas com muita calma), procurar o sítio do check in, fazer o check in, voltar a passar o stress das malas, passar pelo raio-x, procurar a porta de embarque e embarcar. Ia ser “força, foco e fé!”

Lá fomos nós, mais uma vez, a correr pelo aeroporto, cheios de malas, casacos, mochilas e sacos com coisas que já não cabiam na mala (os verdadeiros pé descalços) até ao check in, passando à frente de toda a gente do nosso avião com “permisso” ou “perdon”. Fizemos o check in, fomos para o raio-x que não tinha quase ninguém e fomos para a porta. “Conseguimos!!!” Força, foco e fé funciona sempre!

Começa então a segunda parte da nossa aventura, a Patagonia, a Ilha Madalena, o farol e os pinguins, o estreito de Magalhães e a Terra do Fogo, Torres del Paine, Perito Moreno e Calafate já na parte da Argentina e toda uma viagem num 4×4 de Punta Arenas para Puerto Natales. Estávamos todos excitadíssimos quando entrámos no avião. E graças a deus passou rápido e num instante aterrámos em Punta Arenas. Fomos de táxi até ao hotel que tem vista para o estreito e para a Terra do Fogo, apesar de já serem 00h30 e não se ver nada. Estamos numa casinha com 2 quartos, com cozinha e sala de estar e jantar, com varanda e wc privado com duche de água quente… QUE LUXO!!!
Amanhã vamos para Torres del Paine por volta das 9h30 e a viagem deve durar cerca de 4h…

Explora a nossa viagem a Perito Moreno e Torres Del Paine

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on whatsapp
WhatsApp

Descobre mais Diários de Viagem

Novembro 2017

Santiago do Chile

Novembro 2017

Perito Moreno + Torres del Paine

Novembro 2017

Torres del Paine

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *