Hong Kong

Março 2013

De olhos em bico…

Saídos do fresquinho de Braga, fizemo-nos à estrada para Lisboa. A viagem correu bem e estávamos os dois ansiosos por chegar e experimentar o tão falado e desejado lounge! Fizemos o check-in e fomos ao balcão do lounge da Star Aliance, mostramos o cartão e disseram-nos que não era ali, que era no Blue lounge, que para aquele tinha de ser o cartão platinum… Nós só temos o cartão dourado (mais tarde apelidado, pelo Marco e pela Julia, de mickey mouse club card!)… Bem, já não gostamos muito, mas lá fomos para o lounge.  Chegamos e fizemos o mesmo, apresentamos o cartão e disseram-nos que para entrarmos ali tínhamos de ter o cartão da companhia aérea em que estivéssemos a voar! Ou seja, tínhamos de ter ido pela TAP, ou ter o cartão da Lufthansa… PALHAÇADA! Tivemos de ir ao Mac comer e pagar! Imbecis!

Quando chegamos a Munique decidimos ligar ao Marco a dizer que estávamos ali. Eles foram nos buscar e ainda fomos jantar com eles (um jantar tipicamente da Bavária, com schnitzel e noodles com queijo) e voltamos para o aeroporto!

O voo que veio a seguir para mim foi uma tortura… O assento era super duro, pouco espaço e muito calor… Bons filmes para ver mas sem posição para os ver!

Quando chegamos ca o impacto é surreal! É outro planeta! Só olhos em bico por todo o lado (e estávamos nós preocupados em não andar de mapa na mão para não parecermos turistas…), um calor espetacular e mais arranha-céus por m² que NY! Isto parece Times Square ponto gigante! Edifícios cheios de lcd’s por todo o lado (muito ao estilo de Tokyo), um porto gigante, cheio de navios e mercadoria para sair para todo o lado do mundo ate onde o olhar alcança…

Viemos ao quarto pousar as malas e fomos jantar ao Soho! Esta é uma zona só de bares e restaurantes para todos os gostos! Tailandeses, indianos, árabes, vietnamitas, italianos e um (só um!) restaurante Chines! Escusado será dizer que foi nesse que ficamos! Comemos muito bem (foto).
No fim dirigimo-nos para Kowloon de metro, onde todas as escadas rolantes falam e dão avisos! Estes fulanos (os Mr. Myagui!), estão muito à nossa frente, com telemóveis enormes, com escadas falantes, um luxo inimaginável… estamos com a sensação que chegamos a uma cidade do futuro!

Nós queríamos ir ao Ritz Carlton, ao ultimo andar (118!), ao Ozone Bar! Um dos bares mais in e chiques do mundo onde se consegue ver o skyline de HK e toda a baía. Não tivemos coragem de beber, pois cada bebida custava 18€ e achamos um ultraje! O Tuga está em crise!!! Viemos embora!
Voltamos para a ilha de HK e fomos beber um blue lagoon (ao estilo de uma boa pina colada!) e viemos para o quarto. Seguem algumas fotos!​

Bye Bye HK!!!

De partida para Kota Kinabalu, despedimo-nos de Hong Kong com muita chuva e trovoada! Mesmo com pouco sol, HK foi uma experiência única! Hoje andamos a passear pela cidade, vendo como os “hong kongianos” vivem, o que fazem e como fazem. Percorremos (a pé!) a costa norte da ilha de HK e a costa Sul de Kowloon. Almoçamos muito bem, muito bem mesmo, aliás a comida tem sido uma surpresa! Estávamos à espera de refeições péssimas e mal cheirosas… Ou realmente não somos mesmo nada esquisitos e nada nos impressiona ou isto mudou muito nos últimos tempos!

Para terem sido até há bem pouco tempo uma colónia inglesa, existem aqui uns “Mr.  Myagui” que não falam absolutamente nada de inglês e outros que falam cá com um sotaque… Não se entende nada! Já nos deparamos com um chines “sopinha de massa” que acabamos por desistir de tentar perceber o que dizia!
Os transportes públicos são muito bons e a preços acessíveis!

Fizemos a passagem da ilha de HK para Kowloon de ferry e só custou 0,25€/cada um. E foi uma travessia fabulosa, logo de manha cedo, ainda estava muito nevoeiro e o topo dos edifícios estavam tapados! Muito bonito!!
Só tive pena de não poder ir ao bar do hotel península onde o meu Pai esteve! Enfim… Falta de comunicação, eu entendi mal…
Vamos agora partir para KK (Kota Kinabalu), só chegamos as 23h daqui (+8h).


Hong Kong – dicas

Hotel Hong Kong

Hotel Mini Central Hong Kong, 69€/noite, sem pequeno almoço

HK – Formas de deslocação

Táxi com taxímetro (não esquecer de andar com o cartão de visita do hotel com a morada para dar ao taxistas, visto que os chineses falam mal inglês).

HK – Onde comer

  • Sing Heung Yuen, 2 Mei Lun Street
  • Aberdeen Fish Market Canteen
  • Tim Ho Wan, Fuk Wing Street   €€€
  • Tsui Wah Restaurant, Wellington St   €€€
  • Lin Heung Tea House   €€€
  • Kau Kee   €€€
  • Kam’s Roast Goose   €€€
  • Sing Heung Yuen
  • Mak’s Noodle
  • Australia Dairy Company, Parkes Street
  • Tung Po Kitchen   €€€
  • Lan Fong Yuen   €€€

Dicas e pontos de interesse em HK

  • Tamar Park
  • The Peak
  • Cheung Chau
  • Hong Kong City Hall
  • PMQ
  • Lai Yuen
  • Repulse Bay Visual Art Museum
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on whatsapp
WhatsApp

Discover more Travel Diaries

Março 2013

Borneo

Março 2013

Macau

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *