Sobre Nós
Mergulho
Videos
Top Viagens
Trabalhe Connosco

DIA DE LOS MUERTOS

O sangue escorre pela cara, vertendo pela camisa. Estou no meio da multidão, rodeado de cadáveres. Nestes dias, as almas passeiam pela rua – é o dia em que os mortos visitam os vivos. Estes recebem-nos de braços abertos. A sua abordagem à morte é bastante diferente da Europeia, assente na tristeza, na saudade e na solidão, como seria de esperar de qualquer “dia de Los Muertos”.

Cidade do México

Aqui, os mortos e os vivos convivem e festejam juntos. Todos têm direito a celebrarem a morte numa explosão de cores, flores, com direito até à refeição favorita da pessoa falecida. É dia de receber os entes queridos, não há motivo para estar triste, hoje podem matar as saudades, apesar de não os verem, sentem-nos e cuidam deles como se estivessem vivos.

La Catrina
La Catrina

Não há tristeza aqui, celebra-se a vida dos que já partiram e eles têm direito a aparecer. Aqui acreditam que nesta época os entes queridos descem à Terra e são recebidos com pompa e circunstância. É como se deveria receber um convidado em nossa casa e estes convidados são de honra, são bem-vindos e esperados com saudade.

Dia de los Muertos
Dia de Los Muertos

Há disfarces com uma complexidade pouco baseada no improviso. As roupas e enfeites são preparados com engenho e antecedência e brilham por isso, numa competição saudável entre sorrisos, mesmo daqueles que nunca abandonam a sua personagem. Isto é levado a sério e o empenho e gastos financeiros são altíssimos, especialmente para um povo que não é conhecido pela sua riqueza.

Dia de los Muertos
Michael Meyers

A euforia do Dia de Los Muertos é vivida e sentida com muita paixão. O desfile é programado com meses de antecedência e vemos pessoas a trepar grades, pilares, postes de iluminação e paredes para o poderem ver. Usam uma espécie de tubo com espelhos dentro que se erguem no meio da multidão para poderem ver o desfile, atrás de todas as pessoas que se organizam em filas atrás dos bloqueios de estrada.

La Catrina
La Catrina

Olho e vejo um mar de pessoas, que lutam por um lugar ao sol (literalmente) onde possam dizer adeus às personagens que passam nos carros alegóricos, decorados com flores, cores, caveiras, muita música e sorrisos. As ruas estão ao barrote e pouco espaço sobra para caminhar. Só uns metros mais afastados da primeira linha é que dá para andar à vontade.

Dia de los Muertos
Tubos com espelhos dentro para ver o desfile – Cidade do México

O Dia de Los Muertos é “um dia” de celebrações, de agradecimentos, de festejar a visita das almas e não de tristezas, lágrimas ou pesares. Dependendo da cidade, podemos encontrar festa do dia 28 de outubro ao dia 3 de novembro, espalhando-se pelo país, pelo continente. Conhecemos também festejos na vizinha Guatemala e em El Salvador. A cultura é fascinante!

Aqui todos festejam juntos, os mortos e os vivos.

Dia de los Muertos
Confetis no céu da Cidade do México, celebrando o Dia de Los Muertos

PS.: Aconselhamos a verem o filme “Coco” para perceberem melhor o conceito desta festividade.

Segue-nos no Instagram e vê os nossos vídeos no YouTube! Se quiseres saber mais sobre o México, lê os artigos sobre Puebla, Oaxaca, Veracruz, Orizaba, Teotihuacan, Zicatela e Baja Califórnia Sur.

La Catrina
La Catrina

Planeie a sua proxima Viagem

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
WhatsApp

Descobre mais Diários de Viagem

No data was found

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *